Comidas que combinam com vinho tinto

Nada como estar com os amigos conversando, petiscando e tomando um vinho. Mas você sabe quais comidas que combinam com vinho tinto? Existem diferentes tipos de vinho tinto e eles combinam de diferentes maneiras com diferentes tipos de culinária ou com determinados alimentos.

Existem muitas combinações agradáveis que melhoram o sabor tanto da comida como do vinho que tomamos. O casamento perfeito é aquele que aumenta as virtudes das receitas e do vinho que estamos partilhando.

vinho tindo e comida

O vinho tinto combina bem com muitos pratos da nossa cozinha e também com algumas sobremesas. Outro aspecto interessante é que também podemos usar o vinho tinto como toque especial para muitas receitas de pratos salgados e doces, como por exemplo as pêras em vinho tinto.

Dicas básicas para um equilíbrio perfeito

Antes de colocar as comidas que deixar os princípios básicos para conseguir o equilíbrio entre os dois:

  • Tomaremos vinhos tintos com alto teor de tanino com carnes vermelhas.
  • Um alto teor de tanino vermelho não é a melhor escolha para acompanhar pratos picantes.
  • Para os peixes sempre pensamos em vinho branco, mas os vinhos tintos baixos em tanino também podem acompanha perfeitamente.
  • Os vinhos tintos encorpados acompanham muito bem com pratos saudáveis.
  • Para a sobremesa se tomaram vinhos doces, assim como a sobremesa ou mais.
  • Um vinho que envelheceu é complexo, por isso, para que haja harmonia os ideais serão pratos como assados ou comidas com pouco sal (sem temperos ou molhos que possam cobrir as nuances de vinho).
  • Evite tomar vinho tinto com ingredientes como picles, alcachofras, pimentos, amendoim ou chocolate.

Comidas que combinam com vinho tinto

Vinhos tintos frutados e suculentos

São óptimos para acompanhantes para carnes, frango ou peixe grelhado ou assado, carne de porco assada e alguns pratos de cozinha internacionais como comida indiana, mexicana, ou (como pizza). Ideal para encontros de família e amigos ou mesmo para um piquenique porque ele também funciona bem com queijos suaves.

Vinhos tintos intensos com aroma a frutas do bosque

Entre as comidas que combinam com vinho tinto intensos com aroma a frutas do bosque contamos com carnes grelhadas ou assadas, especialmente cordeiro ou carneiro. Também pode ser uma boa escolha para acompanhar um pato, frango ou peru assado e carne assada com corte clássico muito fino.

Evite tomar esse tipo de vinhos com peixes porque desaparece o sabor da comida, bem como quando é acompanhado por tomates ou alimentos muito picantes como seu sabor não é de todo agradável.

Vinhos tintos sedosos aromáticos 

Estes vinhos tintos acompanham bem carnes vermelhas com molhos não picantes, carnes de caça, frango em molho de vinho tinto ou alho… São vinhos aromáticos com notas de fruta e que perdem o encanto se tomamos com pratos picantes.

Vinhos com baixo tanino e aromas herbáceos

As comidas que combinam com vinho tinto desse tipo são especialmente da cozinha italiana, espanhola e mediterrânea. Esses vinhos podem ser tomados com praticamente qualquer comida e que funcionam com carne vermelha, porco ou peixe (assado ou grelhado), massas ou pizza, empanadas, com temperos de alho ou ervas. Também é uma boa escolha para acompanhamento de petiscos.

Vinhos tintos terrosos e saborosos

São vinhos para acompanhar pratos de carnes fartas, carnes de caça e qualquer coisa que não combinam bem com carne de porco ou frango frio. Podemos levá-los com arroz na estação do outono (risoto de cogumelos) ou com guisados fortes, peru ou frango recheado que também combinam.

Vinho aromático quente

Estes vinhos são perfeitos com pratos fortes, picantes ou fortes em sabor, mas não são intensas com alimentos mais suave. Ideal para pratos mais fortes da culinária italiana, como massas bolonhesas ou canelone com carne e bechamel. Também eles trabalham muito bem com carnes curadas ou típico peru ou frango recheado.

combinação

Os diferentes tipos de alimentos a nível nacional ou internacional são variados e oferecem muitas possíveis combinações para cada momento com algumas dicas básicas. Partilhar um copo de vinho é maravilhoso e se podemos acompanhar uma deliciosa refeição ou lanche que aumenta suas melhores características.

Ficou claro o assunto das comidas que combinam com vinho tinto? De certeza agora ficará um pouco mais fácil.


entre em contato

Dicas para a gestão da garrafeira

Pretende montar uma garrafeira na sua casa e quer saber mais sobre isso? Encontrou o lugar certo. Aqui deixaremos dicas interessantes sobre a gestão da garrafeira e o cuidado do vinho para poder apreciar e servir da melhor maneira.

Dicas para gestão da garrafeira

Para manter as melhores condições

Em primeiro lugar, ao pretender constituir uma garrafeira deve ter em atenção dois factores: a temperatura e a luz. Assim, deve escolher uma divisão da casa onde estes dois elementos sejam passíveis de serem controlados.

Idealmente os vinhos deverão permanecer armazenados às escuras, e a uma temperatura constante de 11 ou 12º, já que as temperaturas elevadas conduzem a um envelhecimento precoce dos vinhos, com maus resultados. As garrafas deverão ser acondicionadas na posição horizontal, mantendo a rolha sempre húmida, impedindo, deste modo, a entrada de ar e a consequente oxidação do vinho.

Excepção são as garrafas de aguardentes, whisky, vinho da Madeira e Vinho do Porto, que deverão permanecer na posição vertical.

Os espumantes não deverão permanecer muito tempo em garrafeira, pois já foram envelhecidos.

Cuidados a ter com as garrafas

Já que buscamos a melhor maneira para a gestão da garrafeira devemos saber que nem todos os vinhos saem beneficiados de longos processos de envelhecimento. Isso deve ter particular atenção à qualidade dos vinhos.

Deve sempre registar as datas de compra, a quantidade comprada de cada marca de vinho, para assim poder ter um controlo de stock.

A sua garrafeira deve estar dimensionada para o seu consumo, e não possuir demasiada quantidade de vinhos, que correm o risco de se deteriorar.

gestão da garrafeira

Quero fazer mais posts assim, com mais dicas. Se gostou e achou interessante o tema sobre a gestão da garrafeira, confira também o post sobre quais comidas podem ser perfeitas para serem acompanhadas por vinho tinho. Para qualquer dúvida ou sugestão entre em contato. Busco sempre aprender mais e ajudar a todos que gosto, principalmente sobre esse tema tão gosto tanto.


Vinhos Aliança premiados

Vinhos Aliança Premiados no International Wine Challenge 2005 (2005-09-22)

A Aliança viu dois dos seus vinhos serem premiados na edição deste ano do International Wine Challenge – o mais prestigiado concurso internacional de vinhos que se realiza todos os anos em Londres.

Tal como aconteceu o ano passado, a Aliança voltou a conquistar uma Medalha de Ouro no concurso. Este ano, o eleito foi o vinho T Quinta da Terrugem Alentejo 2001 – uma segunda colheita deste vinho de excepção que vem comprovar a evolução e esforço que a Aliança tem vindo a desenvolver para apresentar produtos de grande qualidade junto dos seus consumidores.

Na categoria Medalha de Prata, foi premiado o Douro da Aliança com o vinho Quinta dos Quatro Ventos 2001 – um vinho produzido a partir das castas Tinta Roriz, Touriga Nacional e Touriga Franca, castas de qualidade, sendo o seu tempo de estágio de 12 meses em cascos de carvalho francês e russo.

Mais uma vez um dos mais prestigiados eventos do sector vinícola veio reconhecer a qualidade e excelência dos vinhos produzidos pela Aliança.


Vinhos Quinta dos Quatro Ventos Douro

Quinta dos Quatro Ventos Douro 2001 Conquista 90 pontos na Wine Spectator (2005-09-13)

A qualidade dos vinhos Aliança volta a ser reconhecida internacionalmente pela revista Wine Spectator – a mais prestigiada do sector – com a atribuição de 90 pontos ao vinho Quinta dos 4 Ventos Douro 2001.

Depois de no ano passado o vinho Quinta dos 4 Ventos Reserva Douro 2001 ter alcançado uma pontuação de 92 pontos nesta mesma revista, fica assim novamente comprovada a qualidade acima da média da gama de vinhos Aliança, e em especial da Quinta dos Quatro Ventos do Douro.

O Quinta dos 4 Ventos Douro 2001 é um vinho proveniente da região do Douro Superior, produzido a partir das castas Tinta Roriz, Touriga Franca e Tinta Barroca, e com um estágio de 14 meses de estágio em barricas de carvalho francês e americano.

Com um paladar profundo e concentrado a frutos negros e um aroma com nuances a especiarias, o Quinta dos 4 Ventos Douro 2001 é ideal para acompanhar pratos de Cozinha Tradicional Portuguesa, podendo ser adquirido em garrafeiras especializadas e alguns hipermercados a um preço de 12 Euros.

Esta pontuação, atribuída pela revista Wine Spectator, vem mais uma vez testemunhar a aposta da Aliança em produzir vinhos de categoria mundial.